Consciência fonológica: desenvolvimento e sua importância para o processo de alfabetização

Consciência fonológica é um conjunto de habilidades que envolvem desde a percepção global do tamanho da palavra e semelhanças fonológicas até a segmentação e manipulação de sílabas e fonemas. Ela faz parte do processamento fonológico, que se refere às operações mentais de processamento de informação baseadas na estrutura fonológica da linguagem oral. O desenvolvimento da consciência fonológica é gradual e ocorre à medida que a criança vai tomando consciência do sistema sonoro da língua, ou seja, de palavras, sílabas e fonemas como unidades identificáveis.

Para que a consciência fonêmica se desenvolva, é necessária a introdução formal a um sistema de escrita alfabético, visto que a precedência da consciência suprafonêmica em relação à consciência fonêmica se dá pelo fato de que sílabas isoladas são manifestadas como unidades discretas da fala, enquanto isso não ocorre com os fonemas. Dessa forma, as instruções para o desenvolvimento da habilidade de manipular os sons da fala devem ser realizadas de modo a tornar explícito à criança essas correspondências.

Existem três estratégias básicas para se lidar com a palavra escrita: a logográfica, alfabética e ortográfica. A rota fonológica, que se desenvolve com a estratégia alfabética, é essencial para a leitura e a escrita competentes, pois faz uso de um sistema gerativo que converte a ortografia em fonologia e vice-versa. Isso permite que a criança leia e escreva qualquer palavra nova, apesar de cometer erros em palavras irregulares. A geratividade, característica das ortografias alfabéticas, permite a autoaprendizagem pela criança.

O Relatório Francês “Aprender a Ler” indica que à medida que a criança inicia o processo de aprendizado da leitura por decodificação grafo-fonêmica e passa a encontrar as mesmas palavras escritas, aos poucos vai construindo um léxico mental ortográfico. Desse modo, fica evidente que o desenvolvimento da consciência fonológica é fundamental para o processo de alfabetização e, consequentemente, para o desenvolvimento da habilidade de leitura e escrita.

FAQ – Desenvolvimento da Consciência Fonológica e sua Importância para o Processo de Alfabetização

  1. O que é consciência fonológica? Consciência fonológica é um conjunto de habilidades que envolvem desde a percepção global do tamanho das palavras até a segmentação e manipulação de sílabas e fonemas na linguagem oral.
  2. Qual a importância da consciência fonológica para a alfabetização? A consciência fonológica é um fator determinante para o processo de alfabetização, pois é a partir dela que a criança desenvolve a capacidade de relacionar os sons da fala com as letras escritas e de compreender as regras da ortografia.
  3. Como a consciência fonológica se desenvolve? A consciência fonológica se desenvolve gradualmente à medida que a criança vai tomando consciência do sistema sonoro da língua, ou seja, de palavras, sílabas e fonemas como unidades identificáveis. O desenvolvimento da consciência fonêmica necessita da introdução formal a um sistema de escrita alfabético.
  4. Quais são as estratégias básicas para lidar com a palavra escrita? De acordo com Frith (1985), há três estratégias básicas para lidar com a palavra escrita: logográfica, alfabética e ortográfica.
  5. Qual a importância da rota fonológica para a leitura e escrita competentes? A rota fonológica, que se desenvolve com a estratégia alfabética, é essencial para a leitura e a escrita competentes, pois faz uso de um sistema gerativo que converte a ortografia em fonologia e vice-versa, permitindo à criança ler e escrever qualquer palavra nova.
  6. Como a criança pode aprender de forma autônoma a ler e escrever novas palavras? A geratividade, característica das ortografias alfabéticas, permite a autoaprendizagem pela criança, pois ao encontrar um novo item a criança poderá fazer leitura/escrita por (de)codificação fonológica. Esse processo contribuirá para a criação de uma representação ortográfica do item que posteriormente poderá ser lido pela rota lexical.
  7. Quais as implicações da consciência fonológica para a prática educativa? É fundamental que as instruções para o desenvolvimento da habilidade de manipular os sons da fala e de converter esses sons em escrita e vice-versa sejam realizadas de modo a tornar explícito à criança essas correspondências. Além disso, é importante que os professores conheçam e utilizem estratégias pedagógicas que favoreçam o desenvolvimento da consciência fonológica dos alunos.

 

3 ATIVIDADES DE LEITURA IMPORTANTES PARA HACKEAR O CÉREBRO DO SEU FILHO QUE SÃO IGNORADAS

3 ATIVIDADES DE LEITURA IMPORTANTES PARA HACKEAR O CÉREBRO DO SEU FILHO QUE SÃO IGNORADAS

Bem, para te falar a verdade, há muito mais que apenas 3 ATIVIDADES DE LEITURA necessárias e importantes que são ignoradas. Porém essas 3 constroem uma base sólida para os leitores e aprendizes de leitor. O fato é que, muitos leitores com dificuldades apresentam uma ou mais deficiências dessas importantes habilidades de leitura.

1- Rimas

2- Sílabas

3- Fonemas

O que esperamos que crianças pequenas façam com palavras, rimas e fonemas, para que entendam de alguma forma o que são fonemas?

É exatamente disso que trata os artigos deste blog!

Aqui você encontrará definições e ATIVIDADES DE LEITURA práticas que envolvem essas 3 importantes habilidades.

Link no final do post com mais atividades para aplicar em crianças de 3 anos ou menos.

Palavras Rimadas.

Rimas são palavras como Rato e Gato que terminam com a mesma rima. Palavras que rimam são palavras que terminam com sons finais semelhantes.

Embora existam rimas imperfeitas como chapéu e mel, no início, para atividades de leitura e escrita, é bom trabalhar com rimas que terminam com as mesmas letras e fones. Mas para atividades orais as palavras rimadas não precisam ser escritas da mesma forma basta apenas que soem iguais.

O objetivo é que as crianças possam, de alguma forma, manipular as palavras que rimam:

  1. Reconhecer quando as palavras rimam e quando não rimam;
  2. Produzir palavras rimadas, por exemplo: você pergunta o que rima com GATO e a criança responde: MATO
  3. Criar um jogo com palavras rimadas. Criar “um monte” de palavras que rimam mesmo pseudopalavras (aqui em casa chamamos de não-palavras).

Brincar com palavras que rimam com crianças pequenas pode ser muito divertido e simples, especialmente usando músicas, rimas, poemas e parlendas.

 

Sílabas

As sílabas são as partes da palavra que a criança melhor identifica.

Palavras como  e fé têm apenas uma sílaba. Palavras como bola e fogo têm duas sílabas. Caso a criança encontre dificuldades para distinguir sílabas em palavras recomendo que coloquem a mão sob o queixo e contar os movimentos do queixo enquanto falam a palavra. Geralmente este é o número de sílabas que a palavras possuem.

vídeo do facebook

 

O objetivo desta ATIVIDADES DE LEITURA é que as crianças possam fazer algumas coisas com as sílabas:

  1. Contar o número de sílabas em uma palavra;
  2. Contar sílabas com palmas
  3. Combinar sílabas para formar uma palavra. Que palavra você cria quando junta essas duas partes, LO (dê uma pausa de um ou dois segundos) BO?
  4. Falar a parte de uma palavra quando uma sílaba é “jogada fora”. Por exemplo: “O temos quando você diz JAPÃO sem o JA?”
  5. Fazer a inversão de sílabas: Você diz LO-BO e a criança repete BO-LO.

 

Você também pode usar objetos para contar as sílabas, lego ou blocos.

Fonemas

É neste exato ponto que as pessoas costumam se perder.

A palavra Fonema parece algo tão técnico, tão professor, não é? Então, o que exatamente são fonemas? Fonemas são os sons individuais em palavras. Por exemplo, a palavra UVA tem 3 fonemas, sons individuais, /U/ /V/ /A/.

Que torna isso um tanto complicado, especialmente para adultos que não foram alfabetizados desta maneira e tentam ensinar fonemas para seus filhos ou alunos, e para complicar ainda mais, algumas palavras possuem mais letras do que fonemas..

Por exemplo a palavra OSSO, embora tenha 3 letras, só possui 3 fonemas: /O/ /S/ /O/.

Vamos explorar mais sobre isso no nosso e-book As 7 Etapas da Leitura Precoce…. Mas por enquanto vamos ver que habilidades queremos que as crianças aprendam com fonemas:

  1. Isolar fonemas iniciais(Análise fonêmica), exemplo: “Qual é o primeiro som que você ouve na palavra UVA”.
  2. Síntese Fonêmica ou juntar fonemas. Por exemplo, “ vou dizer uma palavra bem devagar. Veja se você descobre e me diga qual é a palavra: /V/ /Ó/
  3. Contar fonemas. Por exemplo: “Quantos sons você ouve na palavra NÓ?

Contar fonemas é uma habilidade mais avançada que a criança desenvolve depois de dominar rimas e sílabas. Você encontrará mais atividades práticas de consciência fonêmica em nosso e-book…. As 7 Etapas da Leitura Precoce

CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA E FONÊMICA

Explicando os termos usados nessas ATIVIDADES DE LEITURA: CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA E FONÊMICA

CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA: é um termo muito amplo. Refere-se à consciência dos sons em uma palavra. Uma criança que domine as habilidades de consciência fonológica pode identificar e criar palavras que rimam, contar sílabas em uma palavra ou em um nível mais avançado identificar e manipular sons individuais em uma dada palavra.

CONSCIÊNCIA FONÊMICA: está inserida dentro da consciência fonológica. É a consciência das menores unidades de som em uma palavra.

Por exemplo, uma criança com consciência fonêmica bem desenvolvida é capaz de ouvir que a palavra UMA têm os sons: /U/ /M/ /A/. Uma criança neste nível de consciência fonêmica é capaz de manipular os fonemas de uma palavra mudando o primeiro fonema para formar outra palavra, mudar /g/ no início de gato para /R/ e saber que a nova palavra é RATO.

Essas atividades de consciência fonêmica são jogos que seu filho ou aluno pode fazer de olhos fechados, jogos de escuta, eles só precisam ouvir quando identificam e manipulam sons em palavras. Nestes jogos não se faz necessário usar letras. Quando você começar a trabalhar a relação grafema/fonema, letra/som, você estará trabalhando a fónica. Mas isso já é outro assunto.

Qual a diferença entre fone e fonema?

Um fonema em uma língua é uma abstração, faz parte do sistema fonológico que está na mente dos falantes.

Nunca se realiza porque não é pronunciado. A produção dos falantes são os fones da língua, o fone é algo concreto realizado em um momento real por um falante. Sempre que for tratar da pronúncia de som usa-se o termo fone, porém, para facilitar o entendimento e não confundir as crianças usa-se som.

Fone diz respeito aos sons efetivamente produzidos na fala, que varia de região para região. Fonema é um elemento da língua que corresponde à imagem mental que os falantes têm das unidades sonoras do sistema fonológico. A ortografia representa os fonemas, e não os fones. Tanto quem pronuncia [‘dia] quanto quem pronuncia [dʒia] (“djia”) deve escrever (dia).

Por que a consciência fonológica e fonêmica são tão importantes?

Segundo Adams, Marilyn Jager (1990)1 entre outros. O sucesso de uma criança com consciência fonêmica é o melhor preditor do sucesso da leitura posterior.

Atenção!

A Consciência Fonológica em todos os aspectos é fundamental para aprender a ler em qualquer sistema de escrita alfabética. As pesquisas mostraram que a dificuldade com a consciência de fonemas e outras habilidades de Consciência Fonológica é um preditor de má leitura e desenvolvimento da ortografia.

 

1Adams, M.J. (1990). Beginning to read: Thinking and learning abort print. Cambridge, MA: MIT Press.