11875114_1641898682745473_1650555136571452423_o

Saiba como meu filho leu sua primeira palavra 

aos 3 anos

Com 2 Simples Exercícios de Consciência Fonológica

image2

Quer que seu filho se torne  um leitor autônomo?  

Então baixe o E-book Agora! 

10347613_717584028280542_6596842995830438111_n

Quero dividir com você minha experiência ao alfabetizar meu filho usando o Método Fônico.

Em novembro  de 2014, descobri que poderia ensinar meus filho a ler por meio de um método completamente diferente do que era aplicado na maioria das escolas brasileiras. amei as dicas e comecei a trabalhar as dicas com nossos filhos,

 

Então, com base nesses achados, meu filho Miguel, aos 3 anos e 8 meses, leu sua primeira palavra.

 

Saiba um pouco sobre isso neste vídeo (Para não ser diferente, também deixei gravado um poema recitado pelo Miguel)

1 ano depois de conhecer o Método Fônico meu filho já era capaz de ler qualquer palavra nova.

Ao me deparar com esta metodologia de alfabetização várias dúvidas surgiram:

 

  • Devo ensinar uma criança a ler antes dos 7 anos?
  • Posso começar a ensinar a criança a ler aos 4 anos?
  • Se o método fônico realmente funciona, como aplicar e quais as evidências científicas?
  • Será que qualquer pessoa pode ensinar seu filho a ler?
  • Porque eu deveria ensinar meu filho a ler?

Vou tentar responder responder estas dúvidas começando pela última.

  • Porque eu deveria ensinar meu filho a ler?

Por questões ideológicas e pela baixa qualidade do ensino público, minha esposa e eu decidimos que iríamos matricular nosso filho em uma escola particular.

 

Depois de tanto pesquisar, concluímos que independente da escolha, no final das contas estaríamos apenas escolhendo quanto iríamos pagar e o nível social das pessoas que nosso filho iria se relacionar.

 

Já havia até pago a reserva de matrícula!

 

Quando!

De repente, surge um novo dilema.

Estava navegando na internet, quando me deparei com vários matérias e vídeos falando sobre este método.

 Isso me deixou com uma pulga atrás da orelha!  

Assisti algumas vídeo-aulas, e as entrevista com o professor José Moraes (Universidade de Bruxelas) e Prof. Dr. Luiz Carlos Faria da Silva (Universidade Estadual de Maringá.

Ao conhecer José Moraes, soube que havia escrito vários livros sobre alfabetização, então, comprei o livro Criar Leitores para Professores e Educadores.

Método Fônico: Fernando Capovilla

 

No final do livro Criar Leitores, encontrei indicações para outras obras. Entre elas o Livro do professor Fernando Capovilla.

 

Como estava para sair de férias, ao comprar o Livro do Professor Capovilla, optei por mudar o local de entrega, para a casa da mãe da minha esposa, em Minas Gerais.

 

Logo que cheguei na casa da minha sogra, 2 ou 3 dias depois os livros que havia comprado foram entregues.

 

Nossa! Este livro acabou com as minhas férias, fiquei ainda mais inquieto (Aqui ou na descrição uma Resenha, deste livro) 

 

Neste livro Capovilla faz fortes críticas ao MEC, as escolas Brasileiras, tanto Públicas quanto privadas e aos resultados obtidos pelos alunos brasileiros nas provas do SAEB, ENEM, PISA, OCDEE entre outros.

 

Este livro de capa verde acabou com as minhas férias!

 

 

Minha vontade era de voltar para casa e cancelar a matrícula do meu filho.

Antes, precisava convencer minha esposa que estava no caminho certo. E se realmente isto era o melhor para os nossos filhos.

 

Então, ao retornar das férias, começamos a procurar outra escola, visitamos quase todas as escolas da cidade, e as conversas com as pedagogas não eram satisfatórias, ou não sabiam do que eu estava falando.

 

Em resumo todas eram de corrente construtivista e suas variações, todas adotavam o método global de ensino.

 

Método este, que foi abortado a mais de 20 anos em países com excelência no ensino básico. Estados Unidos, França, Finlândia, CUBA, Reino Unido e outros.

 

Até Portugal abandonou está vertente fracassada e hoje se encontra entre as melhores colocações nos testes internacionais.

 

Enquanto Brasil, México e Argentina amargam as últimas colocações, nos ranking do PISA

Bem voltando ao assunto principal.

Como meu filho leu sua primeira palavra.

Uma palavra que eu nunca havia apresentado para ele.

 

Palavra esta que não fazia parte de seu vocabulário.

 

Ainda durante as férias, saímos para dar uma volta pela cidade natal de minha esposa, em Minas Gerais.

 

Parei no semáforo.

 

De repente ouço meu filho lendo um outdoor:

 

LO-CA-DO-RRA

 

Até então eu havia apenas ensinado a ele o som de algumas letras, e juntar o som de 2 ou 3 consoantes com a vogal A e a vogal I.

 

Eu havia ensinado para ele apenas a forma regular da letra R, como o som de /R/ nas palavras rato e rei.

 

Para chegar nisso segui algumas dicas simples do Prof. José Morais.

Acho que foi em novembro de 2014, não me lembro muito bem.

 

O me deparei uma série de vídeos, em um deles ensinava como apresentar para as crianças os sons das letras de maneira abstrata, a dica era para fazer algumas brincadeiras com a criança.  

Tais como:

Imitar um avião.

Esta dica eu segui a risca: Saímos correndo em volta da casa com os braços abertos imitando um avião.

E prolongando o som da letra V, Como preparasse para pronunciar a palavra vassoura, más pronunciando apenas o som de V VVVVVVVVVVVVVVVVVVV.

Fizemos este tipo de brincadeira para outras consoantes que podem ter o seu som prolongado (Consoantes Fricativas)

 

F, V, M, Z, X, S …

 

Agora você me pergunta como a criança pode ler com está brincadeira?

 

Isto também é muito simples:

 

(Para esta atividade usei um alfabeto impresso em MDF)

Também pode ser usado um alfabeto móvel O Prof. José Moraes em seu Livro Criar leitores, sugere mostrar para a criança a letra F e dizer: o nome desta letra é efe e seu som é FFFFFFFF o nome desta letra é A e o som dela é AAAAAA

Depois juntar as duas letras F e A

FFFFFFFFFFFAAAAAAA

Apresentar para a criança a letra I.

O nome desta letra é I e o seu som é iiiiiiiiiiii.

Juntar F e I e esperar para que a criança leia Fi.

A criança perceberá a semelhança e fará o mesmo para as outras vogais. Aqui a criança já terá noção do Princípio Alfabético.

 

Depois de repetir estes exercícios, aqui descritos, algumas vezes, em um período de 2 semanas, parei por algum tempo por causa das férias, pois, não tem necessidade de ensinar uma criança de 3 anos a ler e escrever.

 

Estava apenas explorando a sede do meu filho em aprender a manipular seu alfabeto móvel. E testar para saber se ele já estava preparado juntar fonemas e formar sílabas.

 

Têm outras habilidades que a criança precisa fazer antes de aprender a ler e a escrever, como exercícios de escuta, Rimas, Parlendas, exercícios para a memória de trabalho, etc.

Abandonei estas atividades por algum tempo e tive aquela, agradável surpresa.

Confesso!

Eu fiquei chocado.

Não é que isto funciona mesmo.

Quer que seu filho se torne  um leitor autônomo?

Veja um pouco dos nossos resultados...

sombra
sombra
sombra

Faça sua Pergunta abaixo